domingo, 21 de fevereiro de 2016

WorkShop de Prática em Banda para Grupo de Louvor [Rogerio Galera]

1.       POSTURA
s. f. 1. Colocação, disposição, posição do corpo. 2. Atitude, porte. 3. Aspecto físico; estatura. 4. Dir. Toda deliberação, de caráter obrigatório, emanada do legislativo municipal. 5. Quantidade de ovos que uma ave põe durante certo tempo. S. f. pl. Dir. Conjunto de regras, codificadas, de direito municipal.
·         Posição do corpo            = É a forma de se posicionar perante a igreja, olhando pelo aspecto profissional, é como se comportar como cantor ou músico;
·         Atitude                               = Ter a consciência de servir e ser liderado, a atitude que quero tratar é a de ser uma equipe, e não ter um ato contrário;
·         Deliberação                      = É a forma de agir dentro do censo do grupo, decidindo e resolvendo situações, trazendo soluções e não causando mais crises;
·         Caráter obrigatório        = Levo para um todo este aspecto, mas ressalto para a liderança, para que a equipe tenha uma referência e assim se espelhe;
·         Conjunto de regras        = Todos somos livres para fazer o que quisermos, porém dentro das equipes existem regras que formam um processo e devemos segui-las;

2.       DINÂMICA
s. f. Fís. Parte da mecânica que trata do movimento dos corpos sob a influência de forças.
·         Essa questão trato mais especificamente com a banda (cozinha), baixo, bateria, violão, guitarra e teclado, existe um problema que envolve muito essa área chamada Intensidade, me refiro ao volume que são tocados juntos esses instrumentos, devemos ter a sensibilidade para trabalhar isso em uma música;


3.       ENTROSAMENTO
v. 1. Tr. dir. e intr. Mec. Engrenar. 2. Tr. dir. Ordenar bem (coisas complicadas). 3. Tr. dir. Adaptar a um meio ou a uma situação.
·         Uma equipe bem ensaiada e que se apresenta de forma profissional, tem um elemento por trás disso que somente com ensaios e trabalhos paralelos podem mostrar esse resultado, o grupo tem que praticar e estudar juntos se possível, claro que as técnicas de cada instrumento ou voz é individual, mas a soma dos resultados só aparecerão com o entrosamento;




4.       LAYOUT
5.       DIVISÃO
6.       NAIPE

Nestas três questões, trataremos de posicionamento da banda, a melhor maneira de ter uma boa visibilidade, comunicação e aspecto.



7.       REGÊNCIA
8.       DIREÇÃO PRODUÇÃO
Nestes assuntos ao lado, tratam-se de como orientar uma equipe a ter um bom desempenho usando as próprias partes.



9.       MINISTRAÇÃO SENTIMENTO
·         Esse é o tópico que envolve toda a parte espiritual do processo, da performance, não digo que o culto e o louvor a Deus é um show, mas é onde trabalhamos todo o lado de entrega.

10.   ESTUDO MUSICALIDADE

·         Todos devem estudar, procurar um professor individual do seu respectivo instrumento e aprimorar o talento.


Veja nosso vídeo com alguns exemplos de Slides usados no Workshop:


Professor Rogerio Galera





domingo, 7 de fevereiro de 2016

Passagens e Substituições - Música "Sonda-me"


As passagens elas giram em torno do ciclo das quartas, e sempre existe possibilidade de trabalhar com acordes
½ tom acima do acorde de resolução.



Essa passagem acima é o ciclo de quarta aplicado para chegar ao acorde de Am, que resolve o primeiro compasso e liga o segundo.Podemos usar outro acorde antes do Am79 substituindo o E713b9#, este acorde está ½ tom acima do acorde de resolução.
Este acorde é o Bb79sus413 na prática este acorde é conhecido como Bbsus, com a 7M de G# acrescentada.



Nessa canção “Sonda-me”, temos um exemplo do acorde de passagem do IV°grau que está sendo usado antes do F.
O pianista utilizou a formação do acorde ½ tom acima do F com as alterações 75b e 7m5b.


       
O que faz a diferença nesses dois acordes é o III°grau.
Diminuto é a alteração do III°grau e do V°grau, eles são alterados ½ tom descendente (para baixo).
  
Temos nessa canção um exemplo típico de baixo descendo em notas cromáticas da escala, para isso temos que utilizar acordes que tem relação com essa sequência, é considero uma passagem harmônica e tem um acorde de resolução. Nesse exemplo o acorde que vamos resolver é o F.
As notas que o baixo está usando é do C descendo até o F.



Professor Rogerio Galera

Aula sobre Acordes de passagem #ReHarmonização

Aula sobre Acordes de passagem #ReHarmonização Uma breve dica sobre acordes de Passagens e Tritonos que podem ser...

Publicado por Rogerio Galera Music em Sexta, 3 de abril de 2015